Este website utiliza cookies que permitem a otimização do seu funcionamento e a personalização do serviço tendo em vista uma melhor experiência de navegação por parte do utilizador. A desativação de cookies no seu browser poderá determinar que certos conteúdos do nosso site não funcionem corretamente ou integralmente. Não tendo efetuado aquela desativação e continuando a navegar neste website, aceita a sua utilização e a nossa “Política de Privacidade”. Na sequência de tal aceitação, este aviso não voltará a aparecer durante a sua sessão de navegação neste website.

Destaques

Home » Destaques » OLI duplica capacidade de produção de moldes em Aveiro

OLI duplica capacidade de produção de moldes em Aveiro

A OLI investiu cerca de quatro milhões de euros na construção de raiz de uma nova fábrica de moldes orientada para as indústrias hidro-sanitária e automóvel. O grupo de Aveiro apresenta-se como o maior produtor de autoclismos da Europa do Sul.

A nova unidade industrial com três mil metros quadrados vai duplicar a capacidade de produção dos actuais 60 para 120 moldes por ano, indicou ao Negócios fonte oficial da empresa. Este projecto visou também aumentar a qualidade no fabrico destes moldes complexos, até sete toneladas, que exporta para vários mercados internacionais.
Com este investimento, o presidente da empresa perspectiva um "reforço da capacidade exportadora da OLI Moldes na produção de moldes de pequena e média dimensão para clientes de várias indústrias". António Oliveira espera ainda que "beneficie globalmente o grupo nas áreas que são o seu motor dominante de crescimento: inovação e internacionalização".

A inauguração da fábrica da OLI Moldes foi sexta-feira, 11 de Maio, com a presença do ministro da Economia, Manuel Caldeira Cabral. Esta nova infra-estrutura aumenta para 82 mil metros quadrados o complexo industrial onde o grupo produz semanalmente 44 mil autoclismos e 64 mil mecanismos, exportando 80% dos artigos para 80 países.